Catedral São José de Macapá

0
68

É o monumento mais antigo da cidade, sua construção data do século XVIII.

Observamos a simplicidade dos traços da igreja, com duas janelas e uma porta na frente (nesta foto antiga, a igreja ainda conservava a arquitetura original). A época era dos lampiões, como se vê ao lado esquerdo. (Foto: Acervo da Biblioteca da Prefeitura Municipal de Macapá)

A origem da Igreja está ligada à origem da própria Vila de São José de Macapá, fundada pelo então governador da Capitania do Grão-Pará, FRANCISCO XAVIER DE MENDONÇA FURTADO, em 1758.

Estabelecida a Vila, ao mesmo tempo foi criada a paróquia do mesmo nome, pelo Bispo FREI MIGUEL DE BULHÕES e lançada sua pedra fundamental, pelo primeiro vigário da paróquia Padre ÂNGELO DE MORAIS.

Antigos prédios na atual Av. Mário Cruz, entre Ruas Cândido Mendes e Binga Uchoa, vendo-se a Intendência à esquerda e a Igreja de São José aos fundos. (Foto: Acervo da Biblioteca da Prefeitura Municipal de Macapá)

As plantas da Igreja foram traçadas pelo sargento-mor MANOEL PEREIRA DE ABREU e aprovadas pelo engenheiro ANTÔNIO JOSÉ LANDI, que acompanhava o governador da capitania, em seus trabalhos de demarcação do espaço português, na região.
Aspecto da Igreja de São José de Macapá e do primeiro Coreto da Praça da Matriz, em madeira. Notam-se as alterações na estrutura
arquietônica referentes às janelas e
porta da frente. (Foto: Acervo da Biblioteca da Prefeitura Municipal de Macapá)
A inauguração da Igreja foi em 06 de março de 1761 e sua construção é um exemplo do estilo de arquitetura que os jesuítas trouxeram da Europa, ainda no século XVI. Algumas modificações, na estrutura do prédio, foram realizadas após a chegada dos padres do PIME (Pontifício Instituto das Missões Estrangeiras), em 1948.
(Foto: Rua São José e antiga Casa do Padres / Acervo da Biblioteca da Prefeitura Municipal de Macapá)
A localização da Igreja está no que seus antigos moradores chamam de “Beco do Formigueiro”, pois, na época em que Macapá era apenas um povoado, lá existia um imenso formigueiro. Acredita-se também que o “Formigueiro” tem esse nome por ter concentrado um aglomerado de casas, todas muito próximas umas das outras, um verdadeiro formigueiro.
Devido a religiosidade do povo amapaense, não se concebe Macapá sem a sua tradicional Igreja de São José, campo de ação catequética do missionário padre Júlio Maria Lombaerd entre 1913 e 1923, a princípio com coadjutor, depois como vigário definitivo. Seu interior é todo pintado de branco, o estilo arquitetônico é o inaciano. A igreja leva o nome do santo padroeiro da cidade, nela realiza-se a maior festa religiosa, em 19 de março, dia de São José, com missas, ladainhas e outros rituais católicos. Em volta da igreja monta-se barracas para o arraial com leilões e venda de doces. O atrativo não consta na programação das agencias de viagens, sendo visitado freqüentemente pela população do município nos dias de celebração de missas.

Em razão da igreja não conter tantas pessoas, foi construída uma nova catedral no terreno em frente ao cemitério da Conceição (Centro). A inauguração foi em 19/03/2006 (Dia de São José) e reuniu cerca de três mil pessoas. As obras da igreja foram iniciadas em 1996 e contaram com a contribuição financeira do Governo do Estado, de empresas e fiéis. Destaca-se na construção uma enorme estátua de São José (devoção dos católicos) e um cruzeiro onde se situam os sinos. A igreja é ampla e ocupou todo o terreno até então ermo.

É na Catedral São José que abriga a imagem de Nossa Senhora de Nazaré, é onde ocorre toda as programações do Círio alternando entre a antiga catedral e a nova.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Ponha seu nome aqui